Gostou? compartilhe!

Para todo minerador, conhecer sua mina é fundamental para seu negócio. Porém, se o minerador se dispõe a fazer trabalhos adicionais de pesquisa da sua mina, se depara com custos relativamente altos, dependendo da técnica escolhida.

Neste artigo será demonstrado um método muito utilizado nos países desenvolvidos e que tem muita aceitação pelo órgão fiscalizador, o DNPM, além de apresentar um custo competitivo com outras técnicas diretas de investigação.

Trata-se do método geofísico, especificamente o Método Geoelétrico que é o mais versátil entre os demais, e usa duas técnicas básicas: a Sondagem Elétrica Vertical (SEV) e o Caminhamento Elétrico (CE).

Ambos utilizam a introdução de uma corrente elétrica no solo, que é medida com um eletrorresistivímetro, conforme ilustra a figura 1.

O peso total do equipamento mais os acessórios são inferiores a 100 kg, portanto, pode ser utilizado em locais de difícil acesso. A energia elétrica é de corrente contínua, fornecida por uma bateria de automóvel, não oferecendo riscos de acidentes, podendo inclusive atravessar terrenos úmidos.

Sondagem Elétrica Vertical (SEV)

Permite verificar as diferentes camadas de solo ou rocha em um ponto, assemelhando-se a uma sondagem tradicional (direta). Investiga grandes profundidades (? 100 m) em pouco tempo, (cerca de 2 h), sem ruído e sem nenhuma escavação no terreno, porque no local são cravados alguns eletrodos de aço de 50 cm de comprimento com espessura de 1” , ligados por fios  entres estes, por onde passa uma pequena corrente elétrica. Os resultados obtidos são lançados em uma planilha e interpretados por Software especifico. A figura 2 ilustra uma SEV de 70 m de profundidade.

Caminhamento Elétrico (CE)

É muito similar a SEV, porém, os eletrodos são
arranjados de diferente forma, de tal maneira que se obtém um perfil de toda a
área investigada. Desta forma, é possível conhecer todas as variações de solo ou
rocha num determinado trecho, semelhante a um Raio-X do local, como ilustra a figura
3.

As grandes vantagens da utilização deste método são:

  • Rapidez do serviço;
  • Qualidade da informação tanto na vertical (um ponto) como em perfil (um trecho);
  • Grande profundidade de investigação;
  • Custo muito competitivo;
  • Não é destrutivo, sendo um método discreto (sem ruído) e isento de riscos;
  • Acesso a locais difíceis.

A principal limitação deste método é que não coleta amostras, porém, este problema pode ser amenizado realizando os primeiros ensaios na frente da lavra e /ou comparando-se os resultados com locais já conhecidos.